quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Processo de compra online - parte II

Retomando o que foi falado na 1ª parte desse post, até aqui o usuário foi até o Google e pesquisou sobre as marcas. Agora começa o processo de decisão de compra, logo o próximo passo é entrar nos sites dessas marcas para saber tudo sobre o celular, porém nem apenas a ficha técnica tem que estar no site, afinal quantas pessoas realmente entendem o que é um celular tri-band? É preciso ter uma linguagem mais informal que converse com o usuário na mesma linguagem. Nem que seja usado um blog para isso.

Após pesquisar os 4 sites, esse usuário decidiu pelo iPhone 4. Não apenas por ser o celular mais desejado do mundo, mas também por ser o que melhor entrega aquilo que ele deseja. Só isso é suficiente ara efetuar a compra? Claro que não!

O próximo passo é extremamente importante e aqui se faz presente a importância de uma estratégia de presença digital. Nós, e-consumidores, vamos perguntar para as pessoas sobre o aparelho. Vamos a Facebook, Twitter, Blogs, Youtube, Yahoo Resposta, Reclame Aqui entre outras ferramentas para saber o que as pessoas estão falando sobre o iPhone 4: quem tem o que fala, quem não tem, quem tem e não gosta, quem não tem e não gosta. O que falam, por que falam, como falam? Tudo isso influencia uma decisão de compras. Ou alguém ainda tem duvidas?

Nesse momento o e-consumidor já está satisfeito com as informações recolhidas e decide efetuar a compra. Nesse estágio as chances dele comprar no site que mais confia são infinitamente superiores a comprar em uma loja menor, por isso, relacionamento no e-commerce é muito importante. Arrisco dizer que é mais importante do que produto, pois isso todo mundo tem.

Nesse estagio da compra o Buscapé é a ferramenta mais importante. Por mais que usemos o Google, o Buscapé é uma referencia na área. É aqui que vamos ver a loja com melhor preço ou melhores condições de pagamento. A decisão se baseia na credibilidade da marca (loja) somada as pesquisas feitas. O usuário opta, por exemplo, em comprar no Ponto Frio.

O Ponto Frio tem que ter o site em perfeito funcionamento. O preço e condições anunciadas no Buscapé devem ser cumpridos; se possível até uma promoção especifica para esse usuário deve ser feita. A logística tem que cumprir os prazos; alias vale lembrar que se no reclame aqui o Ponto Frio aparecer como loja que não cumpre prazos, ele será descartado pelo consumidor logo de cara.

E-commerce trabalha com expectativa. E-consumidores querem comprar um produto e usá-lo na hora. Se eu vou na loja da Claro e compro um celular eu saio da loja falando e acessando a web. Na loja online tenho que esperar alguns dias. Em geral, aceitamos esses dias, desde que estejam explícitos no momento da compra e sejam cumpridos a risca. Se entregar antes do prazo, melhor ainda para a reputação da marca.

E agora o e-consumidor comprou? Sim agora sim. Mas é realmente necessário todo esse fluxo para uma compra? Sim é! Por mais que as taxas de compra por e-mail sejam altas em e-commerce, está cada vez mais difícil acreditar que o usuário compre um produto sem pesquisar muito bem antes. As vezes o usuário quer uma nova TV e está pesquisando e no momento que está quase decidindo o Submarino lhe envia um e-mail com uma promoção daquela TV ou uma muito similar. Ai ele compra, mas já pesquisou antes.

Acessos e compras a sites de e-commerce crescem a cada dia, mas a taxa de conversão se mantém sempre a mesma. Em media 2% das pessoas compram, lembra-se?Entender esse fluxo e agir nele é o 1o passo para elevar essa taxa e aumentar o seu retorno.

Em resumo: entenda mais de comportamento de consumidor e menos se produto! Produtos são commodities e todos tem praticamente os mesmos, mas entender pessoas poucos fazem!

Já está a venda o meu curso de PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL em parceria com o portal iMasters. Clique aqui e adquira já o seu!

Abraços
Felipe Morais
@plannerfelipe

Marcadores: , , , , ,

2 Comentários:

Às 11 de janeiro de 2012 17:57 , Anonymous Anônimo disse...

Cara, sinceramente. Não tá legal esse jabá que você ta fazendo para a Impacta

 
Às 11 de janeiro de 2012 18:01 , Blogger Felipe Morais disse...

Raramente respondo comentários e de anônimos menos ainda, mas esse vale a pena. Eu sou sócio da Pós da FIT, não faço jabá, vendo algo que é um sonho meu realizado.
Abs

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial