domingo, 26 de fevereiro de 2012

O Barcelona é o time 2.0

Amigos


Para quem me conhece, sabe que sou um amante da publicidade e do futebol. Por mais que eu seja um grande e fanático São Paulino, eu gosto de ver futebol. Primeiro do meu time, depois de outros times. Assim como é muito legal ver uma boa campanha no ar, seja na TV ou na web, é sensacional ver um time jogando bem. O que é bonito deve ser apreciado e exaltado. E por que o futebol e o marketing não podem ser comparados? Para mim, ambos tem muito a ver.

Não quero ser um oportunista para aproveitar a boa fase do Barcelona para escrever qualquer besteira, mesmo porque essa boa fase começou em 2009 e não vejo tempo para acabar, talvez aqui no Brasil, após a final entre o Barcelona e Santos o brasileiro começou a falar mais do time, mas para quem, assim como eu, gosta de ver futebol, sabe que o Barcelona vem jogando bem há tempos e o seu grande diferencial, na minha opinião, não é Messi, Xavi ou Iniesta. É a coletividade e por isso a comparação com a web 2.0.

Vivemos uma era que não vai se extinguir num curto espaço de tempo, na verdade, não vai se extinguir nunca, ela só vai crescer, a era da coletividade. Pessoas ajudando pessoas em muitas vezes por um interesse em comum, algo similar ao Barcelona, onde o time joga coletivamente em prol do gol. E por isso dá certo. Outra semelhança entre a web 2.0 e o time espanhol: Ninguém reinventa a roda é tudo simples. As pessoas gostam de falar, de conversar. A web é um canal para isso. Futebol é coletivo então que jogue assim.

Vamos a um exemplo: Eu já não ia assistir ao filme “Agamenon”. Eu tenho sérias restrições ao estilo de comédia do Casseta e Planeta. Vi pelo menos umas 10 pessoas falando no Facebook mal sobre esse filme. Cheguei a expressar a minha opinião em um desses comentários, porém, mais 15 ou 20 pessoas fizeram o mesmo. Se fizermos uma conta rápida, cerca de 200 pessoas comentaram contra o filme. Quantas elas impactaram? As pessoas, mais uma vez reforçando, gostam de falar, conversar, indicar, opinar. Não é de hoje que viramos mídia, formadores de opinião ou disseminadores de mensagem. Não importa como vamos chamar, o importante é saber que são pessoas, falando com pessoas.

O Barcelona joga de forma simples. Todos sabem como o time vai jogar, mas ninguém consegue marcar. O segredo é a mesma coletividade. Cada um dá a sua contribuição em prol ao gol. Não se vê um jogador driblar sem necessidade, um lançamento longo, um chute do meio de campo no desespero. Se vê toque de bola em direção ao gol. Se vê a coletividade construindo algo que será benéfico a todos. Assim como no exemplo acima de construiu uma comunicação benéfica as pessoas, poderiam construir uma comunicação positiva do filme, assim como fizeram com Tropa de Elite 2.

Marcas, vamos aprender que a coletividade é importante e move a internet. As pessoas gostam de trocar experiências, notícias, conteúdos. Isso move a web, isso faz com que as pessoas se relacionem com as marcas.

Já está no ar o meu curso em parceria com o iMasters sobre PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL. Clique aqui e compre já o seu!

Abraços
Felipe Morais
@plannerfelipe

2 Comentários:

Às 27 de fevereiro de 2012 03:59 , Blogger Bárbara Kristina Silva disse...

Olá Felipe,

concordo com seu texto.
A palavra é coletividade.
abs,

 
Às 27 de fevereiro de 2012 11:21 , Blogger Jacqueline disse...

Felipe,

um adendo: seu blog precisa de um mecanismo de busca. sem ele, perde-se no tempo todo o seu trabalho.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial