quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Músico é novo diretor da Intel

Amigos

No começo de 2011, uma nova polêmica surgiu no mundo publicitário que pode até reacender uma velha polêmica de que precisa ou não ser formando em publicidade e propaganda para atuar na área.

Na minha sincera opinião precisa sim, pois os 4 anos que passamos na universidade aprendendo os fundamentos da comunicação valem mais do que uma simples e boa idéia, afinal, a publicidade pode sim ser feita– e precisa de boas ideias – mas boas ideias sem planejamento, sem entender o comportamento do consumidor, sem estar atrelada ao momento e objetivo do cliente, sem os canais certos de mídia para uma boa divulgação, volta a ser apenas uma boa ideia.

Entretanto, o cantor Will.i.am da banda Black Eyed Peas pode ser considerado “fora da curva” e tem se mostrado um talento no marketing muito superior a muito diretor consagrado por ai. Além de ter uma mídia muito poderosa, a sua banda de grande sucesso em todo o planeta, Will.i.am é um visionário e consegue entregar ao seu público o que ele realmente deseja, entretenimento de alta qualidade e porque uma marca não pode apoiar essa iniciativa?

Me lembro que em um curso de Redes Sociais na FGV de São Paulo, os professores comentavam
sobre o cantor e o seu sucesso em Wall Street, berço financeiro de Nova Iorque e porque não dizer do mundo. Muitos já apontavam o cantor como um grande sucesso no marketing e que ele seria um grande profissional se estivesse em uma empresa.

Uma prova do talento do cantor é a ação para a T-Mobile, onde mais de 20 mil pessoas fizeram um FlashMob, que foi transmitido ao vivo pelo programa da Oprah uma das maiores audiências dos EUA. Quase 2 milhões de visualizações no YouTube em apenas um dos vídeos. A ação começou via Facebook da banda com 800 pessoas que ensaiaram os passos via rede e depois reproduziramno show. Fantástica essa ação de Guerrilha!

Continuo na posição de que o profissional de marketing e comunicação deve sim ser uma pessoa
formada, eu até defendo que dentro dos departamentos de marketing das empresas deveriam ter alguns publicitários e não apenas formados em administração e marketing, mas isso é uma outra discussão, o fato é que Will.i.am já é diretor de inovação para a marca Intel o que vai provocar algumas reações no mercado mundial.

Talvez seja uma tendência trazer pessoas de fora para dentro da empresa, pessoas que aparentemente não tenham nada a ver com o negócio para trazer novas ideias, implementar novas metodologias e ajudar no sucesso de marcas. Recentemente, aqui no Brasil, o meu querido São Paulo Futebol Clube chamou para seu time de diretores 2 grandes nomes do mercado corporativo, os também são paulinos confessos, Abílio Diniz, presidente do grupo Pão de Açúcar e um dos maiores empresários do país e Roberto Justus, grande publicitário presidente do maior grupo de comunicação do país. Ambos poderão oferecer inovações a marca São Paulo Futebol Clube.

Se 2 empresários corporativos, altamente capazes, conseguem ajudar o São Paulo Futebol Clube, um clube de futebol, em seu crescimento, porque um vocalista de uma das maiores bandas do mundo não conseguiria inovar na Intel?

É esperar para ver.

Já está a venda o meu livro PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL (Ed Brasport). Adquira já o seu

Abraços
Felipe Morais
@plannerfelipe

Marcadores: , , , , ,

1 Comentários:

Às 3 de fevereiro de 2011 06:42 , Anonymous ana disse...

Gente, depois que a Lady Gaga virou diretora criativa da Polaroid, por que não William na Intel?

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial